segunda-feira, 19 de outubro de 2009

[Packing]

Sei que faz tempo, mas passou tanto tempo sem acontecer nada de interessante e depois aconteceu tanta coisa em tão pouco tempo que nem consegui vir aqui para atualizar as informações.

Primeira informação: Vamos voltar para o Brasil. Esta era, na verdade, uma decisão que foi tomada quando ainda estávamos lá, antes de voltarmos para cá. Razões? Visto que vence em dezembro e fica difícil de renovar, vontade de estudar e aqui escolas são absurdamente caras e, principalmente, o prazo de validade venceu. Nova Zelândia é um país lindo e vale muito a pena conhecer, mas como nós não planejamos viver a vida inteira aqui nem temos contas e mais contas para pagar no Brasil, ficar aqui nunca foi uma decisão a longo prazo.

Segunda informação: Juliano foi demitido do McDonald's. Não por ineficiência ou nada, eles simplesmente descobriram que nosso visto só permite trabalhar 3 meses para o mesmo empregador (e não 10, como o Juliano ficou). Ótimo. Então, eles perguntam ao Ju o que podem fazer para ajudá-lo. Ju diz para me darem o máximo de horas de trabalho possível. O que eles fazem? Me dão 8 horas em uma semana para trabalhar. O que eu faço? Desculpa, mas não sou mendiga para ficar vivendo de favor dos outros, muito obrigada, adeus, até logo mais.

Terceira informação: Jack The Fat Cat está indo com a gente. Ou pelo menos é o que estamos tentando, correndo atrás de tudo o que é necessário porque não temos os 1500 dólares que as agências especializadas em fazer tudo pela gente cobram. É vacina, certificado de saúde endossado pelo Ministério de Biosegurança e pela Embaixada Brasileira, gaiola, tudo. Parece pouco, mas dá uma boa dor de cabeça. Mas por sorte todos até agora foram extremamente solícitos nos lugares em que fomos pedir informação: no tal Ministério e na Embaixada. Ou quase todos, porque os "super" eficientes funcionários de las Aerolíneas Argentinas não sabem de nada e têm raiva de quem sabe.

Ou seja, estamos nos nossos últimos dias em terras kiwis. Ainda não sabemos quanto tempo nos resta, vamos marcar a passagem amanhã, mas por hora já está tudo praticamente pronto. Só colocar na mala e ir. A casa entregamos nesta semana e vamos morar ou com a Dawn, nossa kiwi-mom, ou com a Charmina, nossa amiga filipina que adora brasileiros e tenta arranhar um português. A única "pessoa" que ficou sem destino certo até agora é o Chris Obama, o gato preto sobre quem falei um tempo atrás. Estamos tentando encontrar um novo lar para ele, porque desde que ele chegou eu jurei que não ia me apegar e cumpri a promessa.

E por enquanto é isso. Informações dadas, volto quando tiver mais a falar.

Até.

Um comentário:

Mari Lee disse...

Tadinho do Chris.. será que é porque ele é preto que Todo Mundo Odeia o Chris???